Tome precauções para não ser vítima de ciberataque

9 conselhos da Kaspersky Lab

Ser vítima de uma infecção por malware, fraude ou qualquer outro tipo de ciberataque é um problema em si, no entanto torna-se muito mais grave quando viajamos. Desta forma, a Kaspersky Lab elaborou uma lista de conselhos para que todos desfrutem de umas férias ciberseguras:

1. Bloquear os dispositivos com um código de acesso, evitando que alguém possa entrar nos mesmos e roube informação.

2. Proteger-se da perda ou roubo dos dispositivos. A segurança física é o primeiro passo para proteger a informação pessoal e as credenciais financeiras. Por exemplo, se a função de GPS for activada é possível localizar o telefone perdido ou eliminar, de forma remota, os dados nele armazenados.

3. Configurar a própria Rede Privada Virtual e utiliza-la nas ligações ao Wi-Fi público. Os hackers costumam utilizar as redes de hotéis ou aeroportos para levar a cabo as suas actividades maliciosas.

4. Ser muito cauteloso nas ligações às redes de Wi-Fi abertas. É possível que alguns utilizadores tenham criado uma ligação Wi-Fi com um nome semelhante a uma outra rede legítima para conseguir roubar dados.

5. Na utilização do Wi-Fi público, não se deve entrar em páginas que contenham informação pessoal como o Facebook, Twitter, banco online, etc.

6. Não aceder às contas pessoais (por exemplo, a conta bancária online) através de dispositivos públicos (cibercafés, aeroportos, hotéis ou bibliotecas). Estes computadores podem estar instalados com diferentes programas de spyware que monitorizam e registam os toques no teclado, interceptando o tráfego online.

7. Não deixar o Bluetooth constantemente activo, para evitar que acedam à informação pessoal.


+ conteúdos sobre Segurança Digital

02/08/2017

Fonte:Kaspersky LAB

Partilhar:

Usamos cookies para melhorar a navegação dos nossos visitantes. Ao fechar esta mensagem aceita a nossa política de privacidade

fechar