As melhores marcas globais europeias não temem a mudança

Entre as marcas com maior crescimento este ano, destacam-se quatro europeias: Adidas (+ 17%), Zara (+ 11%), Hermès (+11 %) e a nona mais valiosa Marca Global, Mercedes-Benz (+ 10%). Também é de notar, o retorno da Ferrari ao Top 100 após quatro anos de ausência.

As melhores marcas globais colocaram as pessoas no centro de tudo o que fazem, e não por capricho ou por alguma tendência promovida pelo mais recente guru do marketing, mas sim porque é a única maneira de responder às atuais exigências e criação de valor.
Os novos públicos interagem com as marcas de forma diametralmente oposta às gerações anteriores.


Já é um facto, não uma profecia, que as gerações mais jovens estabelecem uma ordem mundial completamente nova, na qual o propósito, e não a mera ambição, dá sentido às suas vidas. Por esse motivo, suas preocupações e interesses são diferentes dos dos pais e avós. Essas gerações estão a criar suas próprias formas de se envolver. Os resultados afetarão todas as áreas da vida, não apenas económicas, mas também sociais, políticas e ecológicas. Nenhuma outra geração tem sido tão consciente sobre sustentabilidade e propósito em cada ponto de decisão, ou exigiu tal profundidade de ligação com seus líderes (sejam eles políticos, comerciais ou culturais). Os Millennials são imediatamente desligados pela falta de transparência. De fato, essa ausência de uma ligação autêntica com os políticos tradicionais dos partidos - além disso, a sensação de não serem ouvidos e em tempo real - é uma das explicações para os populismos crescentes que ocupam assentos parlamentares na Europa.

Na verdade, as marcas que triunfam e partilham histórias de sucesso são aquelas que escutam e entendem esses novos públicos que exigem o mesmo dos seus representantes políticos que fazem suas marcas favoritas: uma relação de igualdade, transparência, relevância, e resolução de problemas.
Uma campanha de publicidade para a igualdade ou sobre as mudanças climáticas pode vir a ser viral, mas apenas as marcas que realmente investem e contribuem para a igualdade e a sustentabilidade de dentro para fora são avaliadas por essas audiências.. Num mundo cada vez mais conectado, mentiras e declarações vazias são rapidamente descobertas, e com elas as crises de reputação que se seguem.
Como tal, as marcas que contribuem para melhorar a vida das pessoas de maneiras significativas e oferecem benefícios valiosos através do design e inovação baseados em tecnologia são aquelas que verão um crescimento sustentável e contínuo.

27/09/2017

Fonte:Interbrand

Partilhar:

Usamos cookies para melhorar a navegação dos nossos visitantes. Ao fechar esta mensagem aceita a nossa política de privacidade

fechar