Galileo Master

Monitorar e reduzir o COVID-19 através de tecnologia espacial

O Galileo Masters é uma competição que visa premiar novos projetos ao serviço da Terra que utilizem dados do Galileo, o sistema de navegação por satélite da União Europeia, também conhecido como o “GPS” europeu.

Estão abertas, até ao dia 30 de junho, as candidaturas para a competição internacional Galileo Masters, que vai premiar produtos e serviços inovadores que utilizem dados do Galileo, o sistema de navegação por satélite da União Europeia, ao serviço da Terra.

São convidados a participar empresas, investigadores, empreendedores ou estudantes com novas ideias que possam dar resposta a desafios económicos e sociais através dos dados de posicionamento e navegação dos satélites do Galileo, em áreas como a saúde, transportes, agricultura, ambiente, lazer, gestão de tráfego, logística, turismo, energia, entre outras.

Em tempo de COVID-19, a tecnologia espacial pode ter um papel vital na batalha contra a pandemia. O Galileo, ao fornecer livremente dados de navegação de alta precisão e qualidade em tempo real, pode ajudar a monitorar e reduzir o impacto do novo coronavírus. Desta forma, a competição Galileo Masters incentiva também a submissão de projetos tecnológicos que possam apoiar a luta contra o COVID-19.

O Instituto Pedro Nunes (IPN), enquanto parceiro regional desta competição e coordenador do ESA Space Solutions Portugal, desafia as empresas portuguesas a participar, estando disponível para prestar aconselhamento aos interessados em candidatarem-se.

Para além dos prémios monetários, os vencedores vão beneficiar de um ecossistema espacial global, com assistência personalizada para desenvolverem os seus conceitos de negócio e levá-los ao mercado.

O Galileo Masters é complementado com um programa de incubação de negócios co-financiado pela Comissão Europeia para promover a transformação de grandes modelos de negócios em soluções comercialmente viáveis.

O Galileo Masters é uma iniciativa fundada pela AZO – Space of Innovation, o Centro Aeroespacial Alemão e o Ministério de Economia, Meios de Comunicação, Energia e Tecnologia do Estado da Baviera.

03/06/2020

Fonte:IPN

Partilhar:

Usamos cookies para melhorar a navegação dos nossos visitantes. Ao fechar esta mensagem aceita a nossa política de privacidade

fechar