Painéis da Inovação 2019

O desempenho da UE e das suas regiões em termos de inovação tem vindo a melhorar

O Painel Europeu da Inovação e o Painel Regional da Inovação 2019 publicados pela Comissão, revelam que o desempenho da UE em matéria de inovação tem vindo a melhorar desde há quatro anos consecutivos.


Painel Europeu da Inovação 2019: principais resultados

1. Com base na sua pontuação, os países da UE dividem-se em quatro grupos: líderes da inovação, grandes inovadores, inovadores moderados e inovadores modestos. A Suécia é a líder da inovação da UE em 2019, seguida da Finlândia, da Dinamarca e dos Países Baixos. O Reino Unido e o Luxemburgo desceram do grupo de proa dos líderes da inovação para o grupo dos grandes inovadores, ao passo que a Estónia entrou pela primeira vez no grupo dos grandes inovadores.

2. Em média, o desempenho da UE em matéria de inovação progrediu 8,8 % desde 2011. Desde 2011, o desempenho em matéria de inovação melhorou em 25 países da UE. Esta melhoria do desempenho foi mais notória na Lituânia, na Grécia, na Letónia, em Malta, no Reino Unido, na Estónia e nos Países Baixos, tendo a diminuição sido mais acentuada na Roménia e na Eslovénia.

3. A nível mundial, a UE ultrapassou os Estados Unidos. A liderança da UE em relação ao Brasil, à Índia, à Rússia e à África do Sul continua a ser considerável. A China, contudo, está a recuperar de forma três vezes mais rápida do que o crescimento do desempenho da UE em matéria de inovação. Relativamente ao Japão e à Coreia do Sul, a UE tem vindo a perder terreno.

4. Os líderes da UE por áreas específicas de inovação são:
- Dinamarca — recursos humanos e condições propícias à inovação;
- Luxemburgo — sistemas de investigação atrativos;
- França — financiamento e apoio;
- Alemanha — investimentos das empresas;
- Portugal — PME inovadoras;
- Áustria — ligações;
- Malta — ativos intelectuais;
- Irlanda – repercussões no emprego e nas vendas.


Painel Regional da Inovação 2019: principais resultados

O Painel 2019 é acompanhado pelo Painel Regional da Inovação. Apresenta uma avaliação comparativa do desempenho dos sistemas de inovação em 238 regiões de 23 Estados-Membros da UE, estando Chipre, a Estónia, a Letónia, o Luxemburgo e Malta incluídos no nível nacional. Além disso, o Painel Regional da Inovação também abrange regiões da Noruega, da Sérvia e da Suíça.

As regiões mais inovadoras da UE são Helsínquia-Uusimaa, na Finlândia, seguida de Estocolmo, na Suécia, e Hovedstaden, na Dinamarca. Em relação a 159 regiões, o desempenho aumentou no período de observação de nove anos. O Painel Regional da Inovação deste ano demonstra uma forte convergência no desempenho regional, com uma diluição das diferenças de desempenho entre as regiões.

26/06/2019

Fonte:Comissão Europeia

Partilhar:

Usamos cookies para melhorar a navegação dos nossos visitantes. Ao fechar esta mensagem aceita a nossa política de privacidade

fechar