Programa Interface

(act.)

O Programa INTERFACE tem como objetivo a valorização dos produtos portugueses, através da inovação, do aumento da produtividade, da criação de valor e da incorporação de tecnologia nos processos produtivos das empresas nacionais. Pretende-se, com este Programa, acelerar a transferência de tecnologia das universidades para as empresas, potenciar a certificação dos produtos, aumentar a competitividade da economia portuguesa e das empresas nos mercados nacional e internacional.

PRINCIPAIS INICIATIVAS

1. Apoio aos Centros de Interface Tecnológico (CIT)
Os CIT são entidades de ligação entre as instituições de ensino superior e as empresas, que se dedicam à valorização de produtos e serviços e à transferência de tecnologia.Com esta iniciativa pretende-se capacitar os CIT e empresas, especialmente PME, nas atividades de I&D e inovação, potenciando a ligação das entidades do sistema de inovação e facilitar o acesso destas entidades a recursos humanos altamente qualificados, promovendo o emprego científico e qualificado, e aumentando o acesso a conhecimento.

Foram já reconhecidas um conjunto de 28 entidades do sistema científico e tecnológico como Centros de Interface (Despacho nº 10252/2017, de 24 de novembro).


2. Clusters de Competitividade
Os Clusters são encarados como determinantes para políticas associadas ao apoio ao crescimento das PME e à implementação da especialização inteligente. De acordo com o Regulamento de Reconhecimento de Clusters de Competitividade, são considerados plataformas agregadoras de conhecimento e competências, constituídas por parcerias e redes que integram empresas, associações empresariais, entidades públicas e instituições de suporte relevantes. Existem de momento 25 clusters reconhecidos pelo IAPMEI.


3. Laboratórios Colaborativos (COLAB)
O reconhecimento e a atribuição do título como COLAB é efetuado pela FCT-Fundação para a Ciência e a Tecnologia. O processo de reconhecimento encontra-se aberto em regime contínuo.

Para mais informações aceder a: https://www.fct.pt/apoios/CoLAB/

4. Clube de Fornecedores
Visa a promoção da integração e participação de empresas portuguesas, sobretudo as PME, em cadeias de valor internacionais, através da cooperação com empresas com papel relevante nas mesmas que lhes assegurem melhores condições de acesso a mercados, tecnologias e competências.

O atual Clube de Fornecedores, é liderado pela Bosch Portugal, com a coordenação científica da Universidade do Minho e é composto por mais de três dezenas de pequenas e médias empresas (PME), além de cinco instituições de Interface.

Esta iniciativa será implementada em duas fases:
1ª Fase – Encontra-se já finalizada e consistiu na seleção da Rede Bosch.
2ª Fase – Corresponde ao lançamento de concursos dedicados à capacitação das empresas que integram as redes de fornecedores (ver item “Instrumentos de Financiamento”).



> Jovens Técnicos para a Industria- candidaturas a decorrer
Para mais informações aceder a: https://www.iefp.pt/estagios

> Clube de Fornecedores – BOSCH- candidaturas a decorrer até 28 dezembro 2018
Beneficiários: Empresas fornecedoras e Entidades não Empresariais do Sistema I&I da rede Bosch.

Para mais informações aceder a: http://www.poci-compete2020.pt/Avisos/detalhe/Clube

> Medidas Portugal 2020
Para mais informações sobre financiamentos disponíveis no âmbito do Portugal 2020 e do Programa Interface, aceder a: https://ani.pt/programa-interface/ e http://www.poci-compete2020.pt/Avisos/

13/06/2018

Fonte:DGAE

Partilhar:

Usamos cookies para melhorar a navegação dos nossos visitantes. Ao fechar esta mensagem aceita a nossa política de privacidade

fechar