Empresas familiares criam emprego

Estudo “Empresas familiares da região Norte. Mapeamento, retratos e testemunhos”

O estudo “Empresas familiares da região Norte. Mapeamento, retratos e testemunhos”, financiado pelo Norte 2020 e coordenado por Ana Paula Marques, investigadora do Instituto de Ciências Sociais da Universidade do Minho, e apresentado no dia 19 de setembro, no auditório do Centro Internacional de Artes José de Guimarães, reuniu, entre 2016 e 2018, uma base de dados com 41.496 empresas familiares.

A base de dados mostra que o grosso das empresas familiares está sediada no litoral, com destaque para:
- a Área Metropolitana do Porto com 51,6%
- o Cávado com 12,6%
- e o Ave com 11,6%.
As NUTS III mais para interior, Douro, Alto Tâmega e Terras de Trás-os-Montes, representam 8,6% do total.

A partir dessa distribuição geográfica, foi realizado um questionário a 1148 entidades, a partir do qual se concluiu que 47,8% das empresas familiares manteve o número de trabalhadores e que 42,8% aumentou-o.

A criação de emprego foi mais evidente nas empresas com mais de 50 trabalhadores - 68% conseguiu fazê-lo – e nas empresas pequenas, entre 10 e 49 (63%). Embora a base de dados indique que 74,2% das empresas familiares não exporta e que apenas 4,7% exporta mais de 75% da sua produção, o questionário também revela que as exportações, em 2016, aumentaram em 50,4% das firmas e diminuíram apenas em 12,8%.


O estudo mostra também que 89% das empresas não tem departamento de inovação e desenvolvimento e que 84% não participou em qualquer processo de inovação nos últimos três anos. O número de empresas sem registo de propriedade intelectual, certificação de qualidade ou sistema de avaliação ultrapassa os 70%, e apenas pouco mais de um terço consegue (36,7%) – sobretudo organizações com mais de 20 anos - consegue chegar ao mercado internacional.




Em breve, o estudo ficará disponível na Plataforma do Novo Rumo a Norte.

24/09/2018

Fonte:Público

Partilhar:

Usamos cookies para melhorar a navegação dos nossos visitantes. Ao fechar esta mensagem aceita a nossa política de privacidade

fechar