A vida das mulheres e dos homens na Europa, edição 2017

Retrato estatístico, EUROSTAT

As estatísticas permitem um melhor entendimento da diversidade e das características da vida dos europeus, ao destacarem as semelhanças e as diferenças entre as mulheres e os homens.
É precisamente este o objetivo da nova publicação digital “A vida das mulheres e dos homens na Europa – um retrato estatístico”, hoje divulgada pelo Eurostat, o gabinete de estatísticas da União Europeia, em colaboração com os Institutos Nacionais de Estatística dos Estados Membros da UE e dos países membros da EFTA.

Esta publicação digital apresenta estatísticas de fácil compreensão por intermédio de textos curtos, gráficos e ferramentas de visualização interativa. Os leitores poderão igualmente testar o seu conhecimento, respondendo a um quiz.

Algumas conclusões:
- em média, as mulheres deixam a casa dos pais dois anos mais cedo do que os homens (aos 25 anos no caso das mulheres; aos 27 anos no caso dos homens)
- há sete vezes mais mães solteiras do que pais solteiros na UE
- os homens têm mais propensão do que as mulheres para percecionar a sua saúde como boa
- uma maior proporção de mulheres (33%) do que de homens (29%) tem um nível de escolaridade superior
- quanto maior é o número de filhos, maior é a diferença entre as taxas de emprego das mulheres e dos homens
- na UE, as mulheres ganham 16% menos do que os homens
- o número de mulheres que desempenha cargos de gestão representa metade do número total de homens nessa mesma função



Para aceder a esta e outras publicações:
1º Registe-se na plataforma
2º Autentique-se com o NIF e a password que definiu
3º Escolha o separador PUBLICAÇÕES:


Em ANEXO disponibilizamos o Destaque do INE

18/10/2017

Fonte:INE

Partilhar:

Usamos cookies para melhorar a navegação dos nossos visitantes. Ao fechar esta mensagem aceita a nossa política de privacidade

fechar