Índice de Densidade Digital: Portugal

Guião para a transformação digital

De acordo com este Índice, que identifica a real penetração das tecnologias nas economias de vários países, Portugal tem reunidas as condições para a transformação, tanto ao nível da sensibilização dos principais intervenientes como ao nível das infraestruturas de base, em particular telecomunicações, educação e quadro regulamentar.

Analisando os mais de 50 indicadores agrupados nas 4 dimensões de análise, o estudo revela que um maior IDD leva a ganhos significativos de produtividade e, consequentemente, a um maior crescimento económico.

Portugal é 17º num total de 24 economias em análise.

A base deste estudo da Accenture Strategy centra-se no cálculo do IDD dos países, analisando a evolução de mais de 30 indicadores que, de forma ponderada, representam o nível de competências digitais (i.e. profissões e competências individuais de natureza digital, exigidas para a execução de novas atividades), a utilização de métodos de trabalho digitais (e.g. acesso móvel aos sistemas das empresas), o investimento em novas tecnologias (e.g. robotics, inteligência artificial, analytics), as infraestruturas do país (e.g. disponibilidade e velocidade da internet), as políticas e estímulos ao desenvolvimento de uma economia digital (e.g. ease of doing business), entre outras variáveis.

Para Portugal beneficiar do crescimento económico, o estudo da Accenture Strategy identifica as dimensões em que manifesta um maior distanciamento face aos casos de referência. São assim detetadas as áreas onde a intervenção deverá ser prioritária:
- Duplicação do peso dos especialistas de tecnologia na força de trabalho, de 2,5% para 5%;
- A proporção do investimento anual das empresas em analytics e em soluções de cloud devem aumentar em 35% e 250%, respetivamente;
- Incremento de aceleradores.


IDD 2017


Making Markets
Esta componente de análise reflete oreconhecimento de que os mercados existentes se estão a tornar cada vez mais digitais e que estão a ser criados novos mercados através de meios digitais.

Running Enterprises
Avalia o nível de incorporação de tecnologias digitais e de novas atividades nas principais funções da organização, tais como: estratégia, logística, recursos humanos, procurement, inovação e desenvolvimento.

Sourcing Inputs
Analisa o nível de integração das tecnologias digitais com os fatores de produção, ao longo da sua cadeia de valor, e o grau de mudança para o negócio.

Fostering Enablers
Procura explicar de que forma o panorama socioeconómico e institucional contribui para o impacto do digital na economia.


Para aceder a esta e outras publicações:
1º Registe-se na plataforma
2º Autentique-se com o NIF e a password que definiu
3º Escolha o separador PUBLICAÇÕES

29/09/2017

Fonte:AICEP

Partilhar:

Usamos cookies para melhorar a navegação dos nossos visitantes. Ao fechar esta mensagem aceita a nossa política de privacidade

fechar