A NP EN ISO 50001 na promoção da competitividade das organizações

Sistemas de Gestão de Energia

A mutação dos mercados, a forte concorrência e toda uma panóplia de desafios que se apresentam às organizações, obriga a decisões de reestruturação e à tomada de medidas profundas na orientação dos negócios e das empresas.

A permanente evolução das organizações leva a que a gestão operacional assuma novos métodos e processos com vista ao desenvolvimento da performance por via da organização, racionalização e agilidade, fomentando o aumento da Produtividade e da Competitividade.

As questões ambientais e de sustentabilidade, no que concerne aos recursos naturais e emissão de gases com efeito de estufa, apresentam-se de forma inequívoca na produção energética, pelo que a gestão de energia afigura-se, nos dias de hoje, como uma ferramenta essencial quer para a redução de custos quer para a redução de emissões de gases com efeito de estufa.

O referencial normativo NP EN ISO 50001 – Sistemas de Gestão de Energia estabelece os requisitos de um sistema de gestão de energia a aplicar numa organização, de forma a introduzir melhorias no seu desempenho energético, aumentar a eficiência energética reduzindo o custo e consumo de energia, e fomentando a diminuição dos impactos ambientais, promovendo ainda a melhoria da competitividade nos mercados em que opera.

A abordagem definida neste referencial permite às organizações o levantamento e tratamento de informações e dados, contribuindo para a identificação, correção e melhoria de algumas questões no âmbito do seu desempenho energético. Por outro lado, a ISO 50001 proporciona às organizações uma base para evidenciarem a implementação de um sistema eficaz de gestão da energia, não só no que concerne à obtenção de melhorias no seu desempenho energético interno, mas também ao nível da aquisição de produtos e serviços energeticamente eficientes que permitam a incorporação de melhorias contínuas no desempenho energético.
É de referir, que a implementação do referencial normativo de gestão de energia permite às organizações, tendo por base uma abordagem sistemática e a metodologia PDCA “Plan-Do-check-Act”, determinar a sua política energética e introduzir nas suas rotinas e práticas do dia-a-dia todo um conjunto de sistemas e processos importantes e necessários à melhoria contínua do seu desempenho energético global, que irão proporcionar o alcance de um conjunto de benefícios que passam desde logo por:
- Reduzir custos operacionais e consumos energéticos;
- Cumprir com requisitos legais e objetivos ambientais;
- Incrementar a capacidade de resposta a presentes e futuros requisitos dos clientes e do público em geral.
- Melhorar a competitividade e reforço da imagem da organização quanto às preocupações ambientais e de sustentabilidade;
- Minimizar os impactos ambientais e emissão de gases CO2;
- Fomentar uma política de eficiência energética na organização e utilização de energias renováveis;
- Assegurar a credibilidade e maior transparência em processos que dependam da performance no uso da energia.

A implementação do sistema de gestão ISO 50001 enquadra-se na tipologia SI Qualificação PME do PT2020, nas duas modalidades existentes: Qualificação PME, para projetos integrados ou Vale Inovação.


Segundo a ISO, até o final de 2015, foram emitidos 11.985 certificados da ISO 50001, tendo as certificações pela ISO 50001 aumentado 77% durante o ano de 2015.

12/04/2017

Fonte:Triformis

Partilhar:

Usamos cookies para melhorar a navegação dos nossos visitantes. Ao fechar esta mensagem aceita a nossa política de privacidade

fechar