Só 10% dos investimentos querem ir para o interior

Expresso

Apenas um décimo da carteira de grandes projetos de investimento atualmente em análise pela Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP) pretende instalar-se no interior de Portugal.

Deste pipeline de potenciais investimentos no país, constam um total de 17 projetos valendo €1578 milhões de investimento, dos quais 90 por cento (€1424 milhões) terá como destino o litoral e 10 por cento (€155 milhões) o interior.


Estes dados são relevantes porque é precisamente a AICEP que costuma negociar, em representação do Estado Português, a concessão de incentivos financeiros e benefícios fiscais a novas fábricas e outros grandes projetos de inovação produtiva de investidores portugueses e estrangeiros tão relevantes para o emprego e as exportações nacionais. São os casos da Embraer em Évora, da Navigator em Aveiro, da Celtejo em Vila Velha de Ródão, da Eurocast em Estarreja, da Faurecia em Bragança, da Continental Mabor em Vila Nova de Famalicão ou da Bosch em Braga, só para listar alguns dos projetos mais incentivados pelos fundos comunitários do Portugal 2020 ao abrigo deste instrumento especial designado por regime contratual de investimento (RCI).

Artigo completo em anexo.


20/05/2018

Fonte:AICEP

Partilhar:

Usamos cookies para melhorar a navegação dos nossos visitantes. Ao fechar esta mensagem aceita a nossa política de privacidade

fechar