Estudo “Crescimento da Economia Portuguesa”

EEG/UMinho

O estudo “Crescimento da Economia Portuguesa”, realizado pela Escola de Economia e Gestão da Universidade do Minho, para a Associação Missão Crescimento, conclui que a falta de qualificações da população adulta, a par com a ineficiência do sistema bancário, têm sido dois dos principais entraves ao crescimento da economia nacional.


. Apenas 36,8% da população portuguesa com mais de 25 anos concluiu o ensino secundário. A convergência de Portugal para os valores medianos atingidos pelos países da UE+OCDE, permitiria um crescimento adicional do PIB de 1,26 p.p., em termos anuais, ou de 13,3 p.p. numa década.

. A ineficiência do sistema bancário nacional tem também exercido um efeito de travão sobre o crescimento da economia portuguesa, custando ao PIB nacional 0,9 p.p. a cada ano.


25/10/2019

Fonte:CIP

Partilhar:

Usamos cookies para melhorar a navegação dos nossos visitantes. Ao fechar esta mensagem aceita a nossa política de privacidade

fechar