Canadá

Mercado

O Canadá é a 10º maior economia mundial, estável, competitiva e aberta ao exterior e com um elevado nível de vida, que integra o G8 (grupo dos 8 países mais industrializados do mundo).

Dispõe de recursos naturais relevantes (mineiros, agrícolas, florestais e energéticos), sendo um importante produtor de petróleo (4º maior exportador mundial) e de gás natural, e um dos poucos países industrializados exportador líquido de energia. Apesar da descida do preço do petróleo, a The Economist Intelligence Unit (EIU) estima um crescimento real do PIB de 2,0% em 2017 e em 2018.

O Governo canadiano assumiu a diversificação de mercados como uma das suas prioridades, para reduzir a larga dependência e interligação aos EUA, no quadro do espaço NAFTA (North American Free Trade Agreement).

O comércio externo do Canadá desempenha um papel importante na sua economia, representando as exportações e as importações, respetivamente, 31,0% e 33,4% do PIB em 2016, ano em que ocupou, respetivamente no ranking mundial, o 12º lugar como exportador e o 9º como importador.

Em termos de investimento, o Canadá é também um importante player mundial: em 2015, o país posicionou-se em 10º lugar enquanto recetor de IDE, e ocupou a 9ª posição no conjunto dos países emissores, sendo, desde 1997, exportador líquido de investimento direto.

O Canadá ocupou, em 2016, o 23º lugar no ranking de clientes das exportações portuguesas de bens, próximo de mercados como República Checa (22º) e Cabo Verde (24º). Ao nível das importações, posicionou-se no 35º lugar no respetivo ranking de fornecedores, próximo de países como Iraque (34º) e México (36º). A balança comercial tem sido favorável a Portugal, nos últimos cinco anos, com um crescimento médio anual das exportações de 13,5%, enquanto as importações registaram uma taxa média de variação anual de 23,7%.

A assinatura do Acordo Abrangente em Matéria Económica e Comercial entre a União Europeia (UE) e o Canadá (CETA - Canada-EU Comprehensive Economic and Trade Agreement) trará alterações profundas ao relacionamento bilateral entre os dois espaços económicos, desmantelando barreiras tarifárias, facilitando e protegendo o investimento, simplificando o acesso aos contratos públicos e a circulação de profissionais, entre outros.


Autentique-se e aceda à Ficha de Mercado do Canadá (01/05/2017).

06/06/2017

Fonte:AICEP

Partilhar:

Usamos cookies para melhorar a navegação dos nossos visitantes. Ao fechar esta mensagem aceita a nossa política de privacidade

fechar