Empresas precisam de apoios que tenham efeitos mais rápidos

Entrevista Luís Miguel Ribeiro, Vice-presidente da AEP

Vice-presidente da Associação Empresarial de Portugal é muito crítico dos atrasos sucessivos na execução do Portugal 2020 e da perda de oportunidades, como o Plano Juncker. Plataforma de partilha de informação com associados do Norte já arrancou.

Aos 46 anos, Luís Miguel Ribeiro assumiu recentemente a vice-presidência da Associação Empresarial de Portugal (AEP) e da Confederação Industrial de Portugal (CIP). Entende que as medidas existentes de apoio às empresas vão na direção certa, mas preocupa-o a lentidão com que são implementadas, incompatível com a velocidade do Mundo atual. Quer reestruturar o setor associativo e, na AEP, criou o Novo Rumo a Norte, uma rede de partilha de informação, para que empresas de toda a região tenham acesso à mesma informação, simplificada, sobre todos os apoios que podem ter.

17/04/2017

Fonte:Jornal de Notícias

Partilhar:

Usamos cookies para melhorar a navegação dos nossos visitantes. Ao fechar esta mensagem aceita a nossa política de privacidade

fechar