Governo apresenta medidas económicas para o segundo trimestre de 2020

quatro novas linhas de crédito

O Ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital, Pedro Siza Vieira, e Ministro de Estado e das Finanças, Mário Centeno, apresentaram hoje em conferência de imprensa, algumas medidas para a economia para o segundo trimestre de 2020.

As medidas anunciadas visam manter e preservar a capacidade produtiva das empresas, proteger o emprego e, assim, manter a atividade económica por forma a fazer face a esta situação de pandemia. São quatro novas linhas de crédito, que serão disponibilizadas através das instituições bancárias e garantidas pelo Estado. Estas linhas acrescem à linha de âmbito geral, que abrange todos os setores económicos, do comércio, da indústria e dos serviços e já está disponível desde a semana passada.

No total, estas novas Linhas de Crédito representam 3 mil milhões de euros de financiamento adicional à economia, têm um período de carência até 12 meses, são amortizadas até quatro anos e destinam-se aos seguintes setores:

- Restauração e Similares: 600 ME, dos quais 270 ME para Micro e Pequenas Empresas

- Turismo – Agências de Viagens; Animação; Organização de Eventos e Similares: 200ME, dos quais 75 ME para Micro e Pequenas empresas

- Turismo – Empreendimentos e Alojamentos: 900 ME, dos quais 300 ME para Micro e pequenas

- Indústria – Têxtil, Vestuário, Calçado, indústrias extrativas (rochas ornamentais) e da fileira da madeira e cortiça: 1.300 ME, dos quais 400 ME para Micro e Pequenas Empresas.

18/03/2020

Fonte:portugal.gov.pt

Partilhar:

Usamos cookies para melhorar a navegação dos nossos visitantes. Ao fechar esta mensagem aceita a nossa política de privacidade

fechar