Descubra como ter um negócio de família bem sucedido

Guias Práticos NOS

Criar um negócio de família é muitas vezes o mais escolhido quando se pensa em criar uma empresa. Deste modo pode trabalhar com pessoas em quem confia e com quem passa a maior parte do tempo, tornando mais fácil a organização do trabalho. Porém, se não forem estabelecidas regras, o que começou por ser um sonho pode rapidamente transformar-se num pesadelo.

1. Crie limites
“Negócios, negócios, amigos à parte”. Este é um ditado popular que transmite na perfeição o que queremos explorar neste ponto. Por vezes a amizade ou o relacionamento demasiado próximo com a nossa equipa pode colocar em causa a produtividade. Imagine que tem de tomar uma decisão difícil que é fundamental ao progresso da empresa mas prejudicial para o familiar (aumento de carga horária, por exemplo). Se não existir uma separação é fácil a relação começar a transpirar negatividade que irá certamente afetar o trabalho.

2. Organize reuniões
Quanto mais próximas são as pessoas mais facilmente elas se julgam. É importante, por isso, organizar reuniões periódicas onde todos possam expor a sua opinião sobre o que está a acontecer na empresa. A comunicação é a chave do negócio.

3. Crie relações profissionais
É certo que num negócio de família é o conjunto que toma decisões. No entanto, tem de haver responsáveis que tenham a última palavra e que possam dar a cara pelo negócio. Não se esqueça que acima de uma atividade familiar, se trata de uma empresa como qualquer outra e a organização e autoridade não podem faltar. Para além disso, não prejudique ou favoreça alguém apenas porque é da sua família. Trate-os como colegas de trabalho que têm direitos e deveres para com a empresa.

4. Tenha cuidado com os favores
Evite contractar familiares para cargos menores como favor. Acabará por perder lucro importante para o crescimento da sua empresa para oferecer um posto de trabalho que em nada o vai ajudar. Escolha bem a sua equipa e ajuste as necessidades do seu negócio à procura que tem de outros familiares. Para além disso, tente ao máximo contratar pessoas com experiência na área e procure requisitos que procuraria num candidato que não fosse familiar.

5. Encoraje a entrada de não-familiares
Possua na sua equipa alguns membros fora da família. Este elemento tornará a sua relação de trabalho mais dinâmica. Uma pessoa de fora terá certamente um olhar exterior importante ao crescimento da empresa.


ARTIGOS RELACIONADOS
Empresa Familiar
Questões a colocar antes de iniciar um negócio Familiar


Este e outros Guias Práticos NOS aqui

20/11/2017

Fonte:Guias Práticos NOS

Partilhar:

Usamos cookies para melhorar a navegação dos nossos visitantes. Ao fechar esta mensagem aceita a nossa política de privacidade

fechar