Colaboração e integração de PME’s

Inovação | Digitalização | Investimento

Associações e clusters de empresas desempenham um papel importante na colaboração e integração de PME’s, entre outras, para promover a inovação, digitalização e negócios, divulgando, por exemplo, as melhores práticas e casos, promovendo a criação de redes e a correspondência entre oferta e procura, oferecendo promoção, suporte e orientações.

Apesar disso, o nível geral de adoção digital pela economia nacional é menor do que o da média europeia. Veja-se, a título de exemplo, a análise do Índice de Economia e Sociedade Digital de 2019 (DESI) da Comissão Europeia, em que Portugal ocupa o 19.º lugar entre os 28 Estados-Membros da UE. Em comparação com a edição anterior, Portugal registou uma pontuação ligeiramente melhor a nível global, bem como em quatro das cinco dimensões consideradas – a melhoria mais significativa correspondeu à dimensão dos serviços públicos digitais.

A procura de soluções digitais pelas PME tradicionais continua mais focada em tecnologias que visam melhorar os canais de venda e nos ganhos em eficiência. O recurso aos maiores programas de inovação ou de investimento em investigação e desenvolvimento, transformadores dos modelos de negócios ou voltados para novos produtos e novos mercados ainda é reduzido.

A produtividade continua também a ser um desafio para a competitividade das empresas portuguesas, particularmente nos setores tradicionais, onde, apesar de a digitalização poder ter um impacto muito relevante, o desenvolvimento de ativos digitais tende a ser mais difícil.

É necessário requalificar e integrar. Aos gestores cabe a determinante tarefa de tomar consciência de como e onde podem aplicar soluções digitais no seu negócio, e aos técnicos cabe a aquisição de competências, de conhecimento técnico para integrar essas mesmas soluções.

O recente inquérito do EIBIS 2018 às PME mostra também que o nível geral de investimento das PME portuguesas é ainda baixo.
Cerca de oito em cada dez empresas em Portugal (79%) investiram no último exercício ainda abaixo da média da UE (87%), sendo que as grandes empresas (85%) estão mais orientadas para o investimento do que as PME (75%).

A AEP – Associação Empresarial de Portugal está a desenvolver o AEP LINK, um projeto de promoção da cooperação e coopetição no tecido empresarial português, em três domínios críticos de competitividade: economia digital, inovação e investimento.

Junte-se a nós!

26/09/2019

Fonte:AEP

Partilhar:

Usamos cookies para melhorar a navegação dos nossos visitantes. Ao fechar esta mensagem aceita a nossa política de privacidade

fechar