Hungria: um mercado no centro da Europa

Breve enquadramento

Informação sobre este mercado:

1. A economia húngara é das economias europeias mais integradas e abertas ao mercado internacional.

2. O principal critério que mede o grau de abertura de uma economia (exportações + importações/PIB) foi, no caso húngaro, quase de 170% em 2015.

3. Faz parte da região e do conjunto de países com maior crescimento económico na União Europeia - Países da Europa Central e Oriental (PECO).

4. Segundo a OCDE, a economia húngara tem crescido fortemente nos últimos anos, devido ao forte incremento das exportações e ao aumento da procura interna.

5. A Hungria é um mercado de oportunidades para as exportações portuguesas, para negócios em diversos setores, para o investimento direto português, para a cooperação para mercados terceiros e, gradualmente, pode vir a ser um país potencial de captação de IDE para Portugal.

6. Sendo um país de dimensão média em termos europeus, e na perspetiva da internacionalização das empresas portuguesas, deve ser olhado como um mercado que faz fronteira com sete países, podendo funcionar como uma das portas de entrada e como um dos potenciais centros logísticos de difusão e distribuição de bens, serviços e know-how portugueses, para outros mercados PECO (Países da Europa Central e Ocidental)

7. Nos últimos anos, devido sobretudo ao excelente comportamento do setor exportador e aos elevados montantes conseguidos com as transferências líquidas de Fundos Europeus, a economia húngara tem conseguido obter resultados bastante positivos, confirmados pelas estatísticas.

8. O crescimento médio anual do PIB para o período 2011-2015 é de quase 2%.

9. Em 2015 as importações aumentaram 5,6% e atingiram os 81,7 mil milhões de euros, com um superavit recorde de 8,8 mil milhões de euros, fator essencial para o superavit da BTC e da balança externa da Hungria.

10. O setor exportador é dominado pelas empresas internacionais instaladas na Hungria (ex.: Audi ou Mercedes) que, no seu conjunto, representaram em 2015 mais de 85% das vendas húngaras ao exterior.

11. Atualmente as relações bilaterais entre Portugal e Hungria valem, no total, cerca de 500 milhões de euros.

12. As exportações portuguesas para o mercado húngaro voltaram a crescer em 2016 (+8,9% comparativamente para o período de janeiro-setembro). O valor dos bens exportados passou de 122,3 milhões de euros em 2011, para os 198,6 em 2015 (213,9 milhões em 2014).


Nesta plataforma encontra ainda as seguintes publicações:
- Hungria - Ficha de Mercado em 01/02/2017
- Hungria - Tecnologias de Informação e Comunicação em 17/01/2017
- Hungria - Oportunidades e Dificuldades do Mercado em 16/01/2017
- Integração de Tecnologia Digital (EN) em 27/05/2016
Autentique-se!

22/03/2017

Fonte:AICEP

Partilhar:

Usamos cookies para melhorar a navegação dos nossos visitantes. Ao fechar esta mensagem aceita a nossa política de privacidade

fechar