Insolvências com aumento superior a 35% em janeiro

Crédito y Caución

As insolvências tiveram um aumento homólogo de mais de 35% em janeiro de 2020, enquanto as constituições decresceram cerca de 23%. Outros serviços e setor transformador são os que perdem mais empresas.

Segundo a análise publicada pela Crédito y Caución, em janeiro foram verificados um total de 566 processos de insolvência. O Porto é o distrito com o maior número de processos, com 140 insolvências, valor que traduz um crescimento de 28,4% face a 2019. Lisboa, ocupa a segunda posição em valores absolutos e registando um incremento de 44% com 121 insolvências. Braga totalizou 59 insolvências verificando-se um acréscimo de 25,5% face a 2019. Aveiro, regista 49 insolvências e uma subida de 58,1%; Faro e Setúbal com 31 insolvências e 28 insolvências respectivamente, fecham o grupo dos seis principais distritos em total de insolvências.

Na análise das insolvências divulgada pela Iberinform, Outros Serviços e Indústria Transformadora são os setores com o maior número de insolvências, 119 e 118 respetivamente, que traduzem aumentos de 30,8% e 19,2% face ao período homólogo de 2019.

19/02/2020

Fonte:CyC

Partilhar:

Usamos cookies para melhorar a navegação dos nossos visitantes. Ao fechar esta mensagem aceita a nossa política de privacidade

fechar