Educação e formação de adultos em Portugal: retrato estatístico de uma década - 2016

INE

Na década 2007-2016, a taxa de participação em atividades de aprendizagem ao longo da vida (ALV) aumentou cerca de 20 pontos percentuais (p.p.), passando de 30,9% para 50,2% e abrangendo 2,1 e 3,2 milhões de pessoas, respetivamente. Este aumento ficou a dever-se sobretudo à participação em educação não formal, que duplicou entre 2007 e 2016 (passou de 23,1% para 45,2%).

As atividades de educação não formal foram maioritariamente relacionadas com a atividade profissional.

A participação da população adulta em atividades de aprendizagem informal generalizou-se, tendo mais do que duplicado na década em análise (passou de 40,8% para 89,4%).

Em 2016, mais de 70% da população adulta conhecia pelo menos uma língua estrangeira, tendo esta proporção aumentado 19,8 p.p. face a 2007. O inglês era a língua estrangeira mais conhecida.

Os prémios salariais são crescentes com o nível de escolaridade, mas menores em 2016 do que em 2011.

A associação entre o nível de escolaridade dos pais e dos filhos – transmissão intergeracional da educação – é particularmente forte no caso das mães.

15/12/2017

Fonte:INE

Partilhar:

Usamos cookies para melhorar a navegação dos nossos visitantes. Ao fechar esta mensagem aceita a nossa política de privacidade

fechar